terça-feira, 21 de junho de 2016

Vida ou Nada!


Na linha do tempo de uma vida pequena, muitos já não entendem mais nada, só querem se jogar.
Parecem estar ficando loucos e vivem uma crise de existência, mas talvez isso seja apenas o resto que sobrou da consciência, o resto da esperança que ainda fisga lá dentro de cada um.
E seria mais fácil desistir da vida , e como seria fácil se jogar do prédio mais alto dessa inútil cidade?!
Mas todos preferem se arriscar, vão se matando pouco a pouco, acreditam que não tem outra escolha, e ai são bares, baladas e festas, apenas desculpas para se drogar, e o que era graça começa a não ter mais graça, e ai volta a agonia pra te perturbar.

Será que vale mesmo a pena se afundar no vício dessas drogas que a sociedade nos empurra, será que compensa se matar pouco a pouco com desculpa de que é apenas pra se acalmar. Será que não é melhor então acabar com tudo de uma vez, já que é pra se suicidar?!

Mas no fundo o que a gente quer é apenas não ter mais motivos para chorar. Mas se vida fosse fácil, perderia toda a graça e a escolha de viver é toda nossa.

Se Ame para que alguém possa te Amar!

Apenas um pensamento,
Jennifer Araujo.

terça-feira, 1 de março de 2016

Imposto de Renda 2016

Boa tarde a todos!


Começou hoje (01/03/16) a corrida para a realização do Imposto de Renda Pessoa Física. Se ainda não começou a separar seus documentos, não deixe para ultima hora.

Para maiores informações entre em contato:

Falar com Jennifer Araujo.

Segue abaixo algumas dicas de como reduzir o valor à pagar de seu Imposto:
1. Reforma de imóvel: Ao fazer melhorias no imóvel antes de vendê-lo, o contribuinte consegue atualizar o valor do imóvel na declaração e, assim, o ganho de capital (lucro) demonstrado será menor, o que permite pagar menos Imposto de Renda sobre ele.
2. Previdência privada: Quem possui um plano de previdência complementar no modelo PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) pode obter o desconto de até 12% sobre todos os aportes feitos no ano calendário (anterior ao da declaração).
3. Corretagem de aluguel: O locador de um imóvel alugado que tenha tido despesas com corretor ou taxas administrativas pode obter a dedução no Imposto de Renda. É preciso comprovar estes gastos para ter direito ao desconto.
4. Escola dos filhos: O pagamento de matrícula e mensalidades no ensino oficial permite abater o imposto no limite anual de R$ 3.230,46. O benefício é válido para curso infantil, fundamental, e ensino médio. Cursinhos pré-vestibular não entram.
5. Ensino superior: O mesmo vale para cursos de graduação e pós-graduação, incluindo especializações (como MBA), mestrado e doutorado. O teto de desconto é de R$ 3.230,46.
6. Gasto médico: Sem limite de abatimento, as despesas com saúde incluem consultas a médicos de todas especialidades, além de exames periódicos, cirurgias e internações
7. Plano de saúde: Também não há limite para abater os gastos com o seguro de saúde, podendo-se incluir o pagamento feito para os dependentes
8. Dentista: a visita ao dentista também gera desconto no IR, desde tratamentos de canal, extração de dentes até cirurgias periodontais.
9. Implante dentário: Assim como outras próteses, este item também permite fazer a dedução do Imposto de Renda nos gastos com saúde.
10. Psicólogo ou psiquiatra: o tratamento da saúde mental e emocional também é considerado um tipo de despesa com saúde, portanto também não há limite para a dedução no Imposto de Renda.
11. Cirurgia plástica com fins de saúde: contanto que não tenha objetivos estéticos, o procedimento também beneficia o contribuinte. É o caso de intervenções de reconstrução da mama e correções que melhorem a saúde do paciente.
12. Gasto médico em outro país: qualquer despesa com saúde feita no exterior também permite o abatimento do imposto, desde que o contribuinte possua os documentos para comprovar estes gastos.
13. Cadeira de rodas: a compra deste item, assim como próteses para portadores de deficiência física, está prevista para o abatimento do Imposto de Renda.
14. Pensão alimentícia: o pagamento de um valor fixado por decisão judicial ou acordo homologado judicialmente permite abater seu valor integral na declaração.
15. INSS do empregado doméstico: a contribuição patronal à Previdência para o doméstico pode ser descontada do imposto devido, no limite de até R$ 1.078,08.
16. Próteses: usados para repor membros de pessoas com deficiência física, estes itens permitem o abatimento do IR na declaração se sua aquisição foi feita no ano anterior.
17. Fisioterapia: é possível descontar do Imposto de Renda os gastos com este tipo de reabilitação terapêutica.
Boa sorte e cuidado com o prazo!  ;-)